Avançar para o conteúdo principal

Prometheus (2012)

Acabei de ver: Prometheus (2012)

Dizem que o inglês Ridley Scott é um dos grandes responsáveis pelo cinema Scifi que vimos posteriormente nos anos de 80 e 90 e da qual não escondo sou grande fã. Mesmo não gostando tanto do Alien como do Aliens, e sem que Blade Runner entre no grupo dos meus favoritos, este Prometheus era inevitavelmente um dos filmes que mais queria ver este ano!

Prometheus é uma obra ainda assim distante do Alien pois têm uma historia e ambiente próprio não havendo lugar para o horror de Alien ou para a ação de Aliens. Mas Prometheus em alguns aspectos consegue ser superior pois têm um argumento muito bom e que trata tudo com muitas perguntas e com muito poucas respostas. É capaz mesmo de nós fazer pensar em múltiplas teorias e hipóteses logo que saímos da sala de cinema... e sair a falar do filme é sempre muito bom.
Tudo se passa no final deste século quando um velho e "poderoso milionário" já com poucos anos de vida mantém aquelas perguntas e duvidas universais relacionadas com a hipotética vida eterna e com a criação da vida como a conhecemos. Isso fará com que a nave Prometheus parta em busca de respostas num distante planeta onde acabará por encontrar uma raça de "Space Jockeys" parecidos em tudo com a forma humana.

Visualmente muito bom e com um ambiente e uma fotografia fantástica visível desde os primeiros segundos do filme, Prometheus é uma obra de ficção cientifica ímpar e que provavelmente daqui por alguns anos ganhará novos significados...


Não é fácil substituir uma Ripley e talvez comece por aqui ainda assim alguns pontos menos bons de Prometheus. A sueca Noomi Rapace não consegue fazer esquecer Ripley, mas esta lá para ser porventura a nossa astronauta favorita. E como sempre não falta o android misturado com os humanos. David (Fassbender) têm a melhor personagem de Prometheus sendo fácil dizer por isso que é o melhor interprete do filme. Do restante elenco tive bastante dificuldade em reconhecer Guy Pearce! Já a Charlize Theron aparece com uma personagem pouco desenvolvida juntamente com as restantes...

Prometheus é sem duvida uma prequela de Alien fazendo uma boa ligação com esse filme de 1979. Não querendo dizer que Alien seja a sua continuação muito pelo contrario! Alien é apenas um pequenote acontecimento na historia de Prometheus! E isso é tão fascinante que posso dizer que entre teorias a existência do Alien pode muito bem estar relacionada com a continuação da vida no planeta terra. Político, religioso ou filosófico, este Prometheus têm pois material que chega e sobra para fazerem sequelas próprias sem precisarem de recorrer a qualquer Alien como podíamos anteriormente esperar.

Adoro este tipo de filmes... isto é sair de barriga cheia do cinema!

Comentários

  1. Ó pá, esta deve ser das mais cativantes e acertadas criticas já lidas por mim sobre este grande filme. Totalmente em sintonia em tudo.

    "Alien é apenas um pequenote acontecimento na historia de Prometheus! E isso é tão fascinante que posso dizer que entre teorias a existência do Alien pode muito bem estar relacionada com a continuação da vida no planeta terra. Politico, religioso ou filosófico, este Prometheus têm pois material que chega e sobra para fazerem sequelas próprias sem precisarem de recorrer a qualquer Alien como podíamos anteriormente esperar."
    O quanto concordo com tudo, tudo, tudo... especialmente o que está neste excerto.

    O filme é mesmo MUITO BOM. 8/10!!!
    Que venham mais assim, caramba!

    Força Nuno (tenho estado sempre a acompanhar o teu espaço - é um dos blogs que tenho no Reader num separador dos blogs em destaque...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É ArmPaulo realmente este Prometheus têm muito sumo sendo difícil até prever o rumo de algumas sequelas ou prequelas já que eles podem fazer de tudo ;)

      Não gostava tanto de um filme SciFi desde o District 9.

      E obrigado pelos comentários.

      Eliminar

Enviar um comentário

Popular no Blogue:

OpenELEC ou LibreELEC ?

Por aqui já sabem que sou utilizador do OpenELEC há bastante tempo. É uma das minhas distribuições de Linux favoritas sendo sem duvida a minha favorita para utilizar com o popular Kodi. Este OpenELEC acaba por não ser um sistema operativo como os outros, pois ele foi criado e pensado com uma unica finalidade... utilizar com XBMC/KODI.

É um sistema que utiliza o minimo de recursos necessários para aproveitar totalmente às muitas funcionalidades do Kodi. Não precisamos instalar software ou outros programas, nem muito menos preocuparmo-nos com notificações de tarefas do sistema operativo porque o OpenELEC transforma qualquer PC numa "set-top-box" que sem problemas só serve para aquilo ;)

Como configurar e usar uma NanoStation:

Desde que tenho este blog sempre tenho recebido alguns e-mails de leitores pedindo-me ajuda neste ou naquele ponto, tudo relacionado obviamente com alguns posts que tenho feito. Um dos casos mais comuns é precisamente sobre o material da Ubiquiti mais concretamente as NanoStation e as dificuldades iniciais que afinal são comuns de quem se inicia...
Assim aqui ficam estas breves e básicas instruções para colocarem as vossas NanoStations a funcionarem muito facilmente em 7 passos logo que sejam desempacotadas :) Atenção que é um exemplo para uma NS com as definições de fabrica para funcionar em modo de cliente...

Alien Covenant (2017)

Alien Covenant (2017) No filme anterior lembro-me perfeitamente de saír da sala de cinema em satisfação total e com a ideia que poderíamos ter mais filmes e sequelas sem recorrer a essa estranha forma de vida alienígena que tanto sucesso fez no cinema. Pois nada disso aconteceu com este Alien Covenant!!
Prometheus em 2012 não foi muito bem recebido e acabou incompreendido pela maioria. Talvez por isso esta sequela de Prometheus acaba por ser um "jogar em casa" regressando às origens num filme que acaba por ser também um remake do Alien original. Ou pelo menos funciona como tal podendo explicar a origem desta estranha criatura.
Há que dizer já... Alien Covenant é um bom filme muito bem ambientado com uma excelente imagem e fotografia cheia de cores e com poucos ambientes escuros como eu aprecio bastante. O elenco possui algumas estrelas que estão pouquíssimos minutos em cena, depois os restantes cientistas todos são "esquecíveis" e só mais uma vez o android David e …