segunda-feira, 14 de maio de 2018

All-in-one Pi Desktop (Projeto)

Este "tudo em um" é mais um projeto já pensado anteriormente e que finalmente consegui concluir nestes últimos dias. Isto tudo depois de adquirir o ecrã de 10.1 que mostrei anteriormente.


A ideia é fácil de perceber... utilizar um ecrã para o sistema operativo oficial do Raspberry Pi em que no monitor, no ecrã estivesse tudo o que é preciso na utilização de um computador completo de mesa. Copiando claro a ideia dos computadores tudo em um que vemos nas lojas.


Em termos de hardware a coisa, o LCD ficou com um preço muito mais em conta do que o ecrã oficial do Raspberry para além de ser maior e ter uma maior resolução também. Ainda beneficia através da controladora de vídeo de saídas adicionais de VGA,Video e HDMI o que faz com que este possa ser utilizado como um segundo monitor de outro computador muito facilmente. Oh yes!


Foi uma opção deixar o Raspberry "fora da caixa" e com isso também ficam alguns cabos mas acho que ficou muito bom e dá sempre para efetuar um upgrade fácil para um novo Raspberry ou para uma placa de layout semelhante.




Umas potentes colunas de 5W, um amplificador e o comando para mudar a fonte de video e ajustar uma ou outra definição no LCD completam o pacote.

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Jogos Retro 3D com aspeto Cel Shader com RetroArch

Uma das melhores coisas da emulação de jogos é a possibilidade de desfrutarmos dos jogos antigos nos equipamentos mais recentes através de opções e mais opções que por vezes transformam completamente a experiência e o conhecimento que tínhamos antes do jogo!

O super "front-end", o super RetroArch têm agora mais uma opção que transforma mais uma vez essa experiência. Desta vez com um shader de video para os jogos 3D que passam a ter um aspeto "cel shader" verdadeiramente espetacular.


quinta-feira, 3 de maio de 2018

PiFi Digi DAC+ para o Raspberry Pi

Esta board de audio é um "clone" Chinês da HifiBerry DAC+ que podemos encontrar por cerca de metade do preço nos sites chineses de vendas pela internet.


É um modulo de alta-fidelidade DAC com interface I2S sobre o chip PCM5122 utilizando em muitos outros módulos semelhantes de audio. O chip suporta uma frequência de amostragem de 384kHz e é indicada para o caso de pretendermos efetuar um "upgrade" muito grande neste caso... a qualidade do som do Raspberry Pi.

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Ready Player One (2018)


O "velho" Spielberg finalmente regressou às salas de cinema com um filme carregado de nostalgia da época em que o próprio Spielberg dominava, os anos 80!

O realizador têm feito praticamente filmes todos os anos, às vezes até dois mas há muito que não fazia um filme como este Ready Player One que muito satisfez certamente os seus fãs, e eu inclusive! ;)

Passado num mundo superpovoado (claro!), um programa virtual chamado Oasis domina o tempo das pessoas com estas a poderem ser e a poderem criar um Avatar digital num mundo muito completo. Mas tudo acaba por mudar quando a morte do criador do programa aparece com a noticia do que o criador terá deixado alguns easter eggs no jogo e quem os descobrir não só ficará rico como poderá controlar todo o jogo.

Bem, Ready Player One esta carregado de easter eggs e de referencias sobre a cultura dos anos 80 e 90 e que arrisco a dizer que aparecem em todas às cenas do filme. Algo que certamente dará para fazer um próprio jogo de quem é que encontra mais referencias quando saírem às edições em blu-ray do filme. Visualmente o filme é muito bom e sempre interessante de seguir e que mostra que quem sabe não esquece pois este é mesmo do melhor Spielberg. E sendo eu um "realizador de bancada", este é um trabalho cinematográfico que me parece bastante difícil de fazer. O e de juntar tudo em 120 minutos de fita.

Acho curioso é que este Ready Player One acabe por ser só um filme para às gerações dessa época. Pois como é que os jovens de hoje e que nasceram já no final dos anos 90 e em 2000 podem reconhecer tantas referencias. ehehe ;)


domingo, 29 de abril de 2018

Raspberry Pi 3B Plus: O arranque no Pixel Desktop em 13 segundos!

Querem ver como é rápido um arranque do novo Raspberry Pi 3B+ a entrar no Pixel Desktop ?

Sem truques e usando um cartão class 10 com overclock 100 na drive do cartão. Depois na config.txt coloquei também o "force_turbo=1" para manter o Raspberry nos 1400MHz que é a velocidade máxima do CPU. 

Arranque demora cerca de 12 a 13 segundos! Este Raspberry é um computador completo.

sábado, 28 de abril de 2018

LCD IPS 10.1" dos Chineses para o Raspberry Pi

Há muito que procurava um LCD com dimensões "generosas" e acima de tudo baratucho  para usar com o Raspberry Pi. O modelo que acabei por descobrir mais depressa foi este HannStar HSD101PWW1-A00 Rev.4.

Este painel IPS de 10.1" e resolução de 1280x800 encontra-se no Aliexpress por cerca de 22€, e muitas vezes em promoção ainda abaixo desse valor o que o faz dele uma compra segura para evitar Alfandegas.
O painel têm uma qualidade incrível para o preço que custa! Boa luminosidade e grandes ângulos de visão fazendo com que seja um ecrã muito acima da qualidade dos modelos que encontramos na esmagadora maioria dos computadores portáteis até aos 600€!


Claro que para usarmos este LCD, precisamos de mais uns extras como uma placa e os respetivos cabos. A ligação do LCD é uma entrada LVDS (1 ch, 6-bit) de 40 pins. Este é o cabo que precisamos para a ligação entre o monitor e a placa. Para a placa, podemos usar esta.

terça-feira, 24 de abril de 2018

Black Panther (2018)


É inegável que a Marvel começa a quebrar barreiras de longevidade e aceitação dos seus filmes quando muitos já vêm ditando o seu fracasso que tarda em não chegar com tantas "overdoses" de super-heróis que anualmente chegam às salas de cinema..!


Em Black Panther temos provavelmente o filme mais colorido da Marvel. Visualmente muito bom com a criação de Wakanda e das personagens e dos seus trajes são aqui um dos trabalhos mais conseguidos da Marvel. Novamente às personagens estão todas muito boas e neste filme pensamos que qualquer um dos "Black Panthers" podia perfeitamente ser o escolhido para o papel principal pois ambos são geniais na recriação das personagens. Falo claro dos atores Chadwick Boseman e Michael B. Jordan. Estes dois são secundados depois por uma Letitia Wright como Shuri a irmã de T`Challa que é uma "fabricadora" de Gadgets e que é umas das grandes surpresas entre às muitas que este Black Panther têm! Eu cá aposto que esta Shuri fabricará o novo escudo do Capitão América na próxima Guerra Infinita... ;)

A historia em si possui alguma "estaleca" ainda que com altos e baixos e de uma forma por vezes critica politicamente e socialmente. O menos bom de Black Panther acaba mesmo por ser aquilo que provavelmente gostaríamos que fosse o melhor... a acção! Os combates nunca são os melhores que vimos por entre tantos efeitos CGI. E o pior de tudo é que a luta final entre às Panteras, é tão má que não conseguimos avaliar este filme sem pensarmos negativamente nessa cena. Ainda assim este é um filme que ganha fácil o selo de qualidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Popular no Blogue: